Posts tagged ‘unesco’

Open Educational Resources in Brazil: State-of-the-Art, Challenges and Prospects for Development and Innovation

O livro “Open Educational Resources in Brazil: State-of-the-Art, Challenges and Prospects for Development and Innovation” da pesquisadora brasileira Andreia Inamorato dos Santos, é a segunda publicação dentro da série de estudos de caso do Unesco Institute for Information Technologies in Education. O estudo contém uma visão geral do panorama educacional brasileiro, a política nacional de educação e as estratégias de utilização das TIC na educação.

A autora descreve alguns repositórios de conteúdo digital aberto, com a devida ênfase sobre a situação de direitos autorais e considera vários exemplos de projetos bem sucedidos de Recursos Educacionais Abertos internacionais que envolveu parceiros brasileiros.

Segundo Andreia, uma tradução para o português deverá sair nos próximos meses. Em relação a licença do livro, a autora esclareceu no grupo REA no Facebook e na lista REA:

“a UNESCO detém os direitos autorais. Eles admitem a controvérsia, principalmente porque essa é uma publicação sobre REA, mas a discussão para tornar as publicações da UNESCO abertas (com o uso de licenças apropriadas) é institucional e já está tramitando. Tudo precisa passar por várias fases administrativas antes da implementação, mas estão caminhando para isso. Em relação a essa publicação, a UNESCO pretende estudar a possibilidade de oferecer algum tipo de permissão para remix, mas isso não será algo imediato. Talvez um outro tipo de licença seja algo que possamos conseguir para a versão em português. De qualquer maneira, o livro está disponível gratuitamente e pode ser distribuído.”

O download está disponível aqui. Boa leitura!

09/01/2012 at 11:40 Deixe um comentário

OPAL convida organizações a participar de pesquisa de práticas REA

A OPAL (Open Educational Quality Initiative  – formada pelas instituições International Council for Open and Distance Education – ICDE, University Duisburg-EssenAalto UniversityThe Open University e Universitade Católica Portuguesa) fez um convite às organizações que trabalham com educação: que se juntem a ela nas iniciativas e que participem de pesquisa de práticas de REA.
As avaliações realizadas permitirão que as organizações participantes contem com a ajuda de experts internacionais, além de trocarem experiências e  serem incluídas no relatório de resultados da OPAL, a ser publicado em dezembro na conferência Online Educa Berlin.
Mais informações aqui ou com Molly Malone: m.malone@unesco.org.

 

30/09/2011 at 19:59 Deixe um comentário

“Expert Group Meeting: UNESCO/COL Guidelines on OER in Higher Education”

Tel Amiel (Unicamp/ Comunidade REA) e Bianca Santana (REA-Brasil/ Comunidade REA) estão participando do encontro para produzir recomendações para a promoção de recursos educacionais abertos no ensino superior.

Sally Johnstone (Winona University), Bianca Santana e Tel Amiel

Veja abaixo a programação e os participantes da reunião:

Taking OER beyond the OER Community: Policy and Capacity

4 July 2011

Room VII, UNESCO Fontenoy
7, place de Fontenoy 75007 Paris

9:30

Opening Panel:
Chair : Sir John Daniel, CEO and President,
Commonwealth of Learning (COL)

  • Opening and Welcome :
    Mr Indrajit Banerjee,
    Director, Knowledge Societies Division, Communication and Information Sector, UNESCO

Ms Stamenka Uvalic-Trumbic,
Chief, Section for Higher Education, Education Sector, UNESCO

  • Setting the Scene: Purpose of this Document
    Sir John Daniel,
    CEO and President, Commonwealth of Learning (COL)

10:45

Tea/Coffee Break

11:00

Working Group Session1: Review of the Guidelines by Stakeholder Section

  • Group 1 – Governments
  • Group 2 – Institutions
  • Group 3 – Teaching Staff and Student Bodies
  • Group 4 – Quality Assurance Bodies and Recognition Bodies

13 :00

Lunch Break

14:30Plenary: Report Back From the Working Group Session

16:00

Tea/Coffee Break

16:30Plenary: Next Steps

17:00Closing

ANNEX I –

Proposed Groups for the Working Session ‘Review of the Guidelines by Stakeholder Section’

Title First Name Last Name Institution Country Region Stakeholder Group
Ms Bianca Santana OER Brazil Brazil LAC Government/
Insitutions
Mr Minh Do Ngoc Viet Nam Foundation Vietnam Asia Pacific Government
Ms Svetlana Knyazeva UNESCO, Moscow Moscow Europe IGO
Ms Catherine Ngugi OER Africa Kenya Africa Government/
Insitutions
Dr

Helen Francis

Seaman Dominica State College Dominican Republic LAC Government/
Insitutions
GROUP 2 – Institutions
Dr

Gráinne

Conole Open University/
OPAL
United Kingdom Europe Teaching Staff
Prof Peter Donkor College of Health Sciences of the University of Science and Technologies Kumasi Ghana Africa Institution
Ms Pamela Dottin Open University of the West Indies Jamaica LAC Institution
Ms Jenny Glennie SAIDE South Africa Africa Institution
Dr Sally Johnstone Winona University USA Europe Teaching Staff
Dr Ninnat Olanvoravuth ASAIHL Thailand Asia Pacific Insitutions
Mr Tel Amiel tamiel@unicamp.br Brazil LAC Institution
Ms Jutta Treviranus Inclusive Design Research Centre and Inclusive Design Institute, OCAD University Canada Europe Institution
Ms Nevena Vuksanovic ESU Serbia Europe Students
Dr Freda Wolfenden Open University, UK (TESSA Project) United Kingdom Europe Teaching Staff
GROUP 4 – QAA Bodies/Recognition Bodies
Dr Nadia Badrawi ANQAHE Egypt Arab States QAA
Mr Kevin Guillaume NARIC – Belgium Francophone Community Belgium Europe Recognition Body
Dr Antony Stella Australian Universities Quality Agency (AUQA)/ APQN Australia Asia Pacific QAA

04/07/2011 at 10:43 Deixe um comentário

REA na Alesp: uma rica troca de ideias e experiências

O auditório Teotonio Vilela, na Assembleia Legislativa de São Paulo, permaneceu lotado desde as 10 da manhã, quando começou o seminário REA, até as 18 horas, quando ele se aproximava do final. Educadores, jornalistas, editores, advogados e militantes da internet livre ajudaram a garantir a qualidade dos debates, o que, para o projeto REA Brasil, serve como a indicação dos melhores e mais democráticos caminhos possíveis.

A primeira mesa, aberta pela coordenadora do projeto REA Brasil Bianca Santana e pelo deputado estadual Simão Pedro, grande apoiador da causa sem o qual o evento não teria sido possível, resumiu compromissos de cada participante com os REA. Seguiu-se o cronograma com as quatro mesas previstas e a desconferência, com uma dinâmica mais informal e a participação de todos os que desejassem se colocar.

“Sem formatos abertos não existem recursos educacionais abertos”, afirmou o professor da UFABC Sergio Amadeu da Silveira, introduzindo a segunda mesa, que tratou da importância na consonância do contexto atual para a plena consolidação dos REA. John Wilbanks, do Creative Commons, esclareceu questões relacionadas às licenças e apresentou números que comprovam o uso em massa delas pelo mundo: só no Flickr, site de compartilhamento de imagens, são mais de 190 milhões de fotos licenciadas em CC.

Experiências públicas, como o Projeto Folhas, e novas iniciativas privadas, como o portal OCW do Colégio Porto Seguro e o projeto do Colégio Dante Alighieri foram apresentadas, encorpando ainda mais o cabedal brasileiro de recursos educacionais abertos e colocando nosso país entre os mais avançados na área, como disse o ex-diretor de elearning e educação aberta do estado de Washington, Cable Green.

Braulio Araújo, do GPOPAI, abriu as apresentações da terceira mesa oferecendo esclarecimentos importantes acerca do funcionamento do mercado editorial e da forma como os direitos autorais – ou empresariais, como ele preferiu definir para o caso, por conta de o maior retorno financeiro permanecer com as editoras – são recolhidos. Pouco depois, Guilherme Canela, da Unesco, ressaltou a importância de também se atentar a problemas gerais da educação quando se pensa em REA.

A  última mesa, dedicada à elaboração de políticas públicas, foi concluída com uma apresentação da coordenadora do projeto REA Brasil Carolina Rossini. Todas as apresentações e fotos do evento estão disponíveis aqui e aqui, respectivamente.

Para saber mais sobre as principais declarações dos participantes do evento, siga nosso perfil no twitter (@reanetbr) e leia a cobertura feita em tempo real.

13/06/2011 at 17:14 1 comentário

OPAL promove encontros online

A Open Educational Quality Initiative (OPAL) é uma organização constituída a partir da iniciativa de várias instituições ligadas a educação (inclusive a UNESCO), que busca essencialmente a melhoria na qualidade do ensino superior e de adultos a partir do uso de REA.

Dois encontros online foram idealizados pela organização: um ocorrido dia 25 de maio, para participantes da África, países árabes, Estados Unidos e Europa, e outro que acontecerá no dia 7 de junho, para a América Latina, Ásia e América do Norte.

Para se inscrever e obter mais informações, acesse o site da OPAL.

26/05/2011 at 19:01 Deixe um comentário

Conhece algum projeto REA? Colabore com a UNESCO!

Quem quiser colaborar com informações sobre iniciativas e projetos de recursos educacionais abertos tanto da rede particular como governamentais no Brasil para pesquisa da UNESCO IITE (Institute for Information Technologies in Education) pode entrar em contato com a Dra Andreia Inamorato, no email ainamorato@gmail.com. A pesquisa que ela está fazendo engloba aspectos tecnológicos, legais, pedagógicos, curriculares e financeiros dos projetos. Quaisquer outras considerações e/ou sugestões também são bem-vindas.

25/05/2011 at 20:43 Deixe um comentário

Uma universidade REA

O projeto de uma universidade totalmente aberta e com conteúdo livre está sendo idealizada por um grupo de universidades do Canada (Athabasca University), da Nova Zelândia (Otago Polytechnic) e da Austrália (University of Southern Queensland), em parceria com a OER Foundation e com o apoio da Unesco. A ideia é fornecer acesso a recursos educacionais abertos aos alunos, que pagariam taxas reduzidas por uma assessoria dada por professores.

Universidades de todo o mundo podem fazer parte do projeto, como convidam os diretores das instituições participantes em release da Unesco sobre a iniciativa, discutida em reunião em fevereiro deste ano.

05/05/2011 at 11:57 Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Folder

Categorias

Copie, remixe, melhore!

Atualizações do Twitter

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.