Posts tagged ‘conae2010’

Fotos do grupo de Recursos Educacionais Abertos na CONAE

Vodpod videos no longer available.
Anúncios

04/04/2010 at 11:50 Deixe um comentário

O Poder das Maçãs

 

Sob as frases de George Bernard Shaw, começamos as atividades na CONAE 2010, distribuindo maçãs e convidando para o debate sobre a importância dos recursos educacionais abertos. Das 9h às 11h da manhã, distribuímos as 100 maçãs que havíamos levado para a semana. O bacana é que pudemos quantificar quantas ideias trocamos nesse curto espaço de tempo… imaginem que muita gente já tinha tomado café da manhã, o que mostra a intensidade do dia 😉

 Entretanto, essa medida de sucesso é pequena, se pernsarmos que no restante do dia quase 500 unidades dos cartões apresentando nossa proposta para a emenda 90, do eixo 2,  foram distribuidos para delegados de todo o Brasil:

 

Nossa aspiração é inserir os REA no texto final oficial que definirá as diretrizes para os próximos 10 anos de política educacional no Brasil. Mas como funciona esse processo?

Após um ano de conferências regionais, municipais e estaduais, dois mil delegados, representantes de entidades da sociedade civil, governos, escolas e universidades, definiram o texto básico a ser consolidado e aprovado na CONAE.

Durante este trabalho, apresentamos o conceito dos REA e da necessidade de padrões tecnológicos e licenças autorais livres. Também discutimos – com a distribuição da Carta Aberta da sociedade civil e do caderno da Ação Educativa  – o impacto do direito autoral na educação e a proposta de reforma da Lei de Direito Autoral para o acesso ao conhecimento, via ampliação das exceções e limitações aos direitos autorais.

Muitos dos testemunhos que ouvimos durante nossas “trocas de ideias” foram emocionantes por darem cara às discussões teóricas que travamos em nossa Comunidade REA, como a questão do professor-autor, da adaptação para realidades regionais e as necessidades da educação especial, visto que nossa lei somente prevê a exceção para Braile.

Depoimentos interessantes foram, dentre muitos, a questão dos livros didáticos tratando sobre a imigração japonesa, que são utilizados na região de mangue da Bahia, por comunidades ribeirinhas que nunca viram um japonês, enquanto tais livros não apresentam, em momento algum, elementos da cultura daquela comunidade. Ou de um delegado do Maranhão, professor de ensino fundamental, que, ao discutir licenças livres, se deu conta de que ele mesmo era autor de muito dos materiais utilizados em suas aulas e, por isso mesmo, tinha o poder de participar desse movimento colaborativo.

Outra indignação constante foi quando apresentávamos todo o ciclo de investimento público direto e indireto – por meio de isenção tributaria a cadeia produtiva de livros, compras públicas, orçamentos universitários, etc – em recursos educacionais que são fechados, como demonstrou o trabalho do GPOPAI/USP e o livro verde sobre REA.

O termo “pirataria” também provocou muitas reflexões, inclusive a constatação de que “todos somos piratas”, visto que nossa Lei de Direito Autoral esta entre as mais restritivas do mundo e não incorporar práticas rotineiras da sala de aula. Mas piratas são os que compartilham o conhecimento ou os que querem restringí-lo, por “estarem em busca de ouro”? Nesse sentido, também escutamos muitas vezes que “cópia é cópia, e roubo é roubo”, uma frase interessante que ilustra esse fato é que “o roubo diminui, alguém fica com menos, a cópia aumenta, permite que todos fiquem com mais”.

Estamos felizes que ao final deste primeiro dia todas nós estamos mais magras, não só por termos falado muito e comido pouco, mas por termos distribuído boa parte dos 60 quilos de materiais que trouxemos para a CONAE.  😉

Obrigada a todos os nossos parceiros oficiais, sem esquecer o Daniel Cara e os deputados Carlos Abicalil e Paulo Teixeira, que conseguiram o espaço pra gente.

30/03/2010 at 2:41 10 comentários

O que são REA? Para que servem? O que tenho com isso?

Tentamos simplificar ao máximo o conceito de recursos educacionais abertos e o resultado está logo abaixo. Claro que você pode copiar, remixar, distribuir, melhorar. 😉

Folder sobre REA (PDF 9,1 Mb)

24/03/2010 at 10:07 1 comentário

Sobre a Conae

De 28 de março a 1º de abril de 2010, acontece, em Brasília, a Conferência Nacional de Educação (Conae). Nela, serão aprovadas as diretrize para a educação brasileira nos próximos anos, finalizando um processo de diálogo e negociação entre a sociedade e o governo. Desde 2009, foram realizadas conferências municipais e estaduais que resultaram em dois documentos, a serem votados na próxima semana.

A comunidade brasileira de Recursos Educacionais Abertos, ativa desde 2009, precisou de tempo para amadurecer as questões que hoje tentamos apresentar com clareza. Ficamos fora das etapas municipal e estadual da Conferência, mas sabemos da enorme importância de levar a discussão do acesso ao conhecimento, da colaboração, das ferramentas e dos formatos livres à Conae. Com a ajuda do deputado Carlos Abicalil, do Daniel Cara, da Campanha Nacional pelo Direito à Educação e do deputado Paulo Teixeira, conseguimos garantir um estande para levantar nossas bandeiras.

Durante a conferência, Bianca Santana, Carolina Rossini e Luciana Scuarcialupi, da comunidade REA, estarão disponíveis no estande para conversar sobre nossas propostas. Avaliaremos durante o encontro se vale convidar para uma mesa-paralela sobre os recursos educacionais abertos. E distribuiremos materiais produzidos pela Ação Educativa, pelo Instituto de Defesa so Consumidor e Fundação Getúlio Vargas, pela Rede da Reforma da Lei do Direito Autoral, o estudo da Carolina sobre o estado e os desafios dos REA no Brasil, cujo sumário executivo em Português pode ser encontrado aqui. Nos próximos dias publicaremos o folder que estamos elaborando para clarear o tema.

23/03/2010 at 21:47 1 comentário


Folder

Categorias

Copie, remixe, melhore!

Atualizações do Twitter

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.