REA na Alesp

Acompanhe ao vivo o Seminário REA na Alesp no site da Assembleia e pelo twitter: @reanetbr

Seminário discute materiais digitais abertos na educação

Imagine uma sala de aula online, com exercícios, planos de aula e jogos multimídia de qualidade. O poder de transformação que isso pode ter na educação é estrondoso. Para que sejam acessíveis a todos, esses materiais didáticos digitais precisam estar em formatos abertos e com licenças autorais livres. São os chamados Recursos Educacionais Abertos (REA), em definição da Unesco para uma tendência que vem se multiplicando no mundo inteiro.

No Brasil, a comunidade REA tem atingido grandes conquistas. Uma delas é a realização do Seminário REA na Assembleia Legislativa de São Paulo, que acontecerá no dia 9 de junho. “Esperamos solidificar a necessidade de uma clara política que incentive a adoção e a opção política pelos Recursos Educacionais Abertos. Será um dia de discussões e trocas de experiências com autoridades nacionais e internacionais, e espero que consigamos dar mais um passo nessa estrada rumo à educação aberta e democratizada”, afirma Carolina Rossini, uma das coordenadoras do projeto REA Brasil.

Participarão do seminário representantes da sociedade civil, como Daniel Cara, presidente da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, e Sergio Amadeu da Silveira, membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil; e parlamentares como o deputado federal Paulo Teixeira (líder da bancada do PT na Câmara), e o deputado estadual Simão Pedro. Todos estarão presentes nas mesas de discussão, assim como o Secretário Municipal de Educação de São Paulo, Alexandre Schneider. Entre os convidados internacionais, estão Hal Plotkin, representante do Ministério da Educação dos EUA, e John Wilbanks, do Creative Commons.

“O tema ‘direitos autorais’ está em evidência e precisa ser debatido na educação. Por sua complexidade, diversos atores precisam estar representados. No seminário, estarão reunidos professores, gestores públicos, editoras, parlamentares e autores de materiais didáticos para debater as questões relativas à publicação e à utilização de materiais disponíveis na internet”, explica Bianca Santana, que também coordena o projeto REA Brasil.

Os benefícios dos recursos educacionais abertos vão ainda além da simples possibilidade de uso gratuito: as licenças abertas permitem que eles sejam transformados pelos usuários e, assim, adequados à realidade de cada professor e de cada aluno, atendendo à diversidade. Além disso, promove metodologias de ensino mais adequadas à sociedade digital e do conhecimento.

Seminário REA – Material didático digital: Recursos Educacionais Abertos e Qualidade na Educação

Dia 9 de junho, quinta-feira, das 9h às 18h

Confirmação de presença por telefone (11) 3886-6658/6642 ou pelos e-mails agenda.simao@gmail.com ou reanetbr@gmail.com

Programação completa no folder abaixo

Informações no blog rea.net.br ou com Marcella Chartier (marcellachartier@gmail.com)

(11) 9348-0348

Siga-nos no twitter: @reanetbr

See the program in english here

Conheça os participantes das mesas do seminário do dia 9 de junho:

Bianca Santana
é  jornalista e pesquisa os usos das  Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação de  Jovens e Adultos (EJA). Faz parte da comunidade de  Recursos Educacionais Abertos e da Casa da Cultura Digital.  Atualmente, é mestranda em Educação na Universidade de  São Paulo. Formada pela Faculdade Cásper Líbero, foi  professora de Língua Portuguesa na EJA, e já colaborou com  a edição de livros e objetos educacionais multimidia nas editoras Ática e Moderna. Foi blogueira do Portal Planeta Sustentável, da Editora Abril, onde também publicou reportagens e resenhas de livros infantis. Ministrou oficinas de como utilizar os recursos da internet na escola para professores da rede municipal de São Paulo. Trabalhou em projetos de cultura digital para o Ministério da Cultura. Tem experiência no uso de tecnologias digitais no ensino de Língua Portuguesa, na produção e edição de roteiros multimídia, na edição de textos acadêmicos e infantis e na coordenação de projetos para a Internet. É ativista da cultura livre e mãe do Lucas e do Pedro.
Bráulio Santos Rabelo de Araújo
Bacharel em Direito e doutorando em Direito Econômico pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Participou de pesquisas sobre acesso ao conhecimento científico, a bens educacionais e culturais no Brasil realizadas pelo GPOPAI – Grupo de Pesquisas em Políticas Públicas para o Acesso à Informação.
Dr. Cable Green
as Director of Global Learning, Cable is responsible for setting Creative Commons strategic direction and priorities to build on the global OER movement that will enable robust and vibrant practices and policies for free and open sharing of learning assets. Cable will lead Creative Commons’ recently-announced project to provide technical assistance to winning grantees of the US Department of Labor Trade Adjustment Assistance Community and Career Training Grant program. Previously, Green was the Director of eLearning and Open Education for the Washington State Board for Community and Technical Colleges, where he provided leadership on strategic technology planning, openly licensing and sharing digital content, growing and improving online and hybrid learning, and implementing enterprise learning technologies and student support services. One innovative project, the Open Course Library, creates low-cost, digital, openly licensed (CC BY) instructional materials for 81 high impact community college courses. Prior to this, he served as the Director of Technology for the Ohio Learning Network and Director of Educational Technology for the Ohio State University College of Pharmacy where he built Ohio State’s first online doctoral program. Cable holds a BS (international affairs) from Lewis and Clark College, MPC from Westminster College, and a MA (communication) and PhD (educational technology) from Ohio State University.
Carolina Rossini
advogada brasileira e intelectual ativista, tendo ministrado palestras no Brasil e no exterior. Mora nos EUA desde 2007, onde é pesquisadora e  consultora  como foco em políticas públicas em  governança da  Internet, propriedade intelectual,  digital commons,  acesso aberto e recursos educacionais abertos, desenvolvimento de comunidades online e Brasil. Coordena o projeto REA-Br desde 2008 e, atualmente, o projeto Brasil Catalisador da Wikimedia Foundation.  Foi fellow do Centro Berkman para Internet e Sociedade, da Universidade de Harvard (2008 a 2010), coordenando o Projeto de Pesquisa de “Cooperação Industrial”, sob orientação do Prof. Yochai Benkler. Rossini também é pesquisadora associada da Diplo Foundation e conduz vários trabalhos pro-bono para instituições que almejam desenvolver estratégias em torno dos “commons”, inovacao aberta e acesso ao conhecimento. De 2005 a 2007, Carolina trabalhou para a FGVDireito Rio, onde foi membro do Creative Commons Brasil, lecionou direito da propriedade intelectual e coordenou o Programa de Clínica Jurídica. De 1999 a 2005, Carolina foi advogada no grupo de telecomunicações Telefonica no Brasil, com atuação no Brasil e na Espanha e foco em novos negócios e Internet. Carol é mestre, com distinção, em propriedade intelectual pela Universidade de Boston (2008); mestre em Negociações Internacionais pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP  (2006); é especialista em Propriedade Industrial pela Universidade de Buenos Aires (2006);  MBA em E-Business pelo Instituto de Empresa – IE, na Espanha (2004) e advogada pela Universidade de São Paulo (2000).
Daniela B. Silva
Professora de Teoria da Comunicação, membro das comunidades REA e Transparência Hacker e da Casa da Cultura Digital. Co-fundadora e diretora da Esfera, think-and-do tank com foco em política, comunicação e tecnologia, que articula grupos na sociedade para refletir e agir na questão da transparência, dos dados governamentais abertos, da colaboração e da participação na gestão pública. Pesquisa transparência pública e tecnologias, e é autora da dissertação de mestrado “Transparência na Esfera Pública Interconectada”.
Eric Frank
is co-founder and President of Flat World Knowledge, a venture capital-backed company publishing free and openly licensed college textbooks from leading experts. Flat World Knowledge has raised over $30 million in investment capital in the past two years, including investments from Bertelssman Digital Media Investments and Random House Inc.  Flat World Knowledge has grown from 0 to over 200,000 users since publishing its first book in Spring 2009.  They are launching a classic disruptive model in the face of the $10 billion U.S. college textbook publishing market. Eric has 16 years  of higher education publishing experience, having served in sales, marketing, editorial, and senior management capacities at Thomson and Pearson Education, the world’s leading educational publisher.   Eric is a frequent speaker at conferences on the subjects of innovative business models, open-source publishing, and the transformation of the publishing and media industries.  He is frequently quoted in the media on these issues, including in the New York Times, USA Today, US News & World Report, Time Magazine, Business Week, the Washington Post, and numerous other media outlets.
Guilherme Canela
bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e mestre em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). Coordena a área de Comunicação e Informação do Escritório da UNESCO no Brasil. Coordenou, por oito anos, a área de pesquisa de mídia e jornalismo da Agência de Notícias dos Direitos da Infância – ANDI. Neste período, foi o responsável por diversas pesquisas que avaliaram a cobertura noticiosa da mídia acerca de temas pertinentes ao universo infanto-juvenil, como educação, violência, saúde, exploração e abuso sexual, desenvolvimento humano e social, drogas, democracia participativa, responsabilidade social empresarial, direitos humanos, entre outras. É co-autor de 10 livros publicados pela instituição sobre essas temáticas (Série Mídia e Mobilização Social, Editoria Cortez) e uma série de brochuras, revistas e cadernos de discussão. Foi consultor de pesquisa do Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para a Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente e do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo. Foi membro titular do Grupo de Trabalho do Ministério da Justiça para Subsidiar a Regulamentação da Classificação Indicativa da Programação de Televisão e pesquisador associado do Núcleo de Estudos sobre Mídia e Política da UnB.
John Wilbanks
is the VP for Science of Creative Commons and board member of Sage Bionetworks (http://sagebase.org/), Acawiki (http://acawiki.org/Home), Duraspace (http://www.duraspace.org/), among others, member of the task force on Data Citation at the USA National Academy of Science, and co-founder of the Journal Open Network Biology (http://www.opennetworkbiology.com/), among others. Previously, he was a Fellow at the World Wide Web Consortium, member of MIT’s Computer Science & Artificial Intelligence Laboratory project on Math and Computation, founded the biotech semantic database company Incellico (acquired by Selventa), was assistant director at the Berkman Center at Harvard Law, and was a legislative aide in the US House of Representatives. John holds a degree in philosophy from Tulane University and studied modern letters at the Sorbonne.
Jorge Sallum
É historiador e editor, e desde 1999 dirige a editora Hedra. Atualmente dedica-se a projetos para a publicação de obras didáticas sob as licenças Creative Commons e a modelos de negócio inovadores para promover edição colaborativa e educação democrática.
Lilian Starobinas
É historiadora e pesquisadora dos usos das Tecnologias Digitais na Educação.É mestre em História Social pela FFLCH-USP e doutora em Educação pela FE-USP. Produz o blog Discurso Citado e é professora de História no Ensino Médio da Escola Vera Cruz. Coordenou o programa Educar na Sociedade da Informação, da Cidade do Conhecimento – USP e trabalhou na formação de monitores do programa Acessa São Paulo – Lidec – Escola do Futuro – USP. Atua em diversos projetos colaborativos em redes digitais, entre eles a comunidade sobre Recursos Educacionais Abertos.
Lu Scuarcialupi
professora de tecnologia educacional da Escola Politeia e desenvolve projetos ligados a educação e tecnologia na Casa de Cultura Digital. No caminho até se tornar professora, Luciana se formou em Jornalismo, pela Faculdade Cásper Líbero e em Ciências Sociais pela USP. Como trabalho de conclusão de curso escreveu, com as colegas Bianca Santana, Lia Coldibelli e Marcella Chartier, o livro Cama de Baleia, sobre a construção da Usina Hidrelétrica de Sobradinho, na Bahia. Trabalhou na Editora Abril como repórter e editora. Nas Editoras Moderna e na Abril Educação fez roteiros de objetos educacionais digitais e produziu material de apoio para professores em sala de aula. Foi pesquisadora do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, o Cebrap e do Ministério da Cultura – onde estudou a implementação das oficinas de formação para agentes dos Pontos de Cultura. Hoje desenvolve projetos que fazem uso de tecnologia junto com as crianças da Politeia. Seus planos de aula e atividades em sala já são Recursos Educacionais Abertos e em breve estarão disponíveis no site da Escola.Nelson PrettoProfessor da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, bolsista do CNPq, membro do conselho editorial e consultor ad hoc de diversas revistas acadêmicas. É membro titular do Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia (2007/2011). Foi Assessor do Reitor da UFBA (1995/1996) e Diretor da Faculdade de Educação da UFBA por dois mandatos (2000/2008). Licenciado em Física pela Universidade Federal da Bahia (1977), Mestre em Educação também pela UFBA (1984) e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1994). É o responsável pela concepção do projeto de inclusão sociodigital denominado “Tabuleiros Digitais” [http://www.tabuleirosdigitais.org] desenvolvido pela Faculdade de Educação da UFBA. Possui diversos livros, capítulos e artigos publicados sobre essas temas. Email: nelson@pretto.info – homepage: www.pretto.infoPriscila GonsalesJornalista, especialista em Gestão de Processos Comunicacionais pela ECA-USP, máster em Educação Família e TIC pela Pontifícia Universidade Catolica de Salamanca/ES, membro da comunidade REA-Brasil e co-fundadora do Instituto Educadigital, que desenvolve projetos em parceria com instituições públicas e privadas voltados à integração da cultura digital na educação. Um desses projetos é o Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital, iniciativa da Fundação Telefônica e OEI de incentivar um coletivo virtual de educadores a pesquisar, debater e trocar experiências sobre os desafios que a cultura digital traz aos processos de ensino e de aprendizagem.
Renata Pastore
diretora de Tecnologia da Educação do Colégio Visconde de Porto Seguro. Professora da pós-graduação da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Formada em processamento de dados pela FAAP, especialista em Mídias Interativas e Práticas Pedagógicas e licenciada em Matemática.
Tel Amiel
É pesquisador do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED/UNICAMP). Completou doutorado em Tecnologia Educacional na University of Georgia (2006) e pós doutorado na Faculdade de Educação da UNICAMP. É co-coordenador de projetos de intercâmbio bi-nacionais focados em tecnologia, educação e cultura (CAPES/FIPSE) e colaborador do projeto Multilinguismo e Produção de Conteúdo no Mundo Digital (UNICAMP). Tem como foco de pesquisa a fluência tecnológica e sua relação com o ciclo de produção de recursos educacionais abertos no ensino básico e superior (REA) e a educação aberta (www.educacaoaberta.org).
Anúncios

6 comentários Add your own

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


%d bloggers like this: