Arquivo por Autor

REA na Abrelivros

Em palestra dada na Bienal do Livro, ocorrida no início de setembro, a coordenadora do IDIE (Instituto para o Desenvolvimento e a Inovação Educativa da OEI), Marcia Padilha, falou sobre REA. O encontro tratou de iniciativas inovadoras de aplicação de tecnologias na educação, e uma delas, destacada na mesa, foi o projeto REA:

“O site Recursos Educacionais Abertos (REA) divulga materiais de ensino, aprendizado e pesquisa em qualquer suporte ou mídia que estejam sob domínio público ou licenciados de maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou adaptados por terceiros. ”

Mais informações na reportagem publicada no site da Abrelivros (Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares), aqui.

Anúncios

06/10/2011 at 17:41 Deixe um comentário

FGV online vence a primeira edição do prêmio OCW

Na primeira edição do Open Course Ware Consortium (OCW) People’s Choice Awards, a FGV online recebeu dois prêmios nas categorias “programas mais inovadores” e “vanguarda”, por conta de seus cursos gratuitos.

O programa iniciado pela FGV em 2008 marcou o primeiro convênio de instituição brasileira com o OCW e, desde então, mais de 7 milhões de pessoas visitaram sua página, e mais de 1 milhão e 300 mil alunos concluíram seus cursos online (entre esses, usuários também de outros países, como EUA e Alemanha).

Mais informações aqui.

30/09/2011 at 20:14 Deixe um comentário

OPAL convida organizações a participar de pesquisa de práticas REA

A OPAL (Open Educational Quality Initiative  – formada pelas instituições International Council for Open and Distance Education – ICDE, University Duisburg-EssenAalto UniversityThe Open University e Universitade Católica Portuguesa) fez um convite às organizações que trabalham com educação: que se juntem a ela nas iniciativas e que participem de pesquisa de práticas de REA.
As avaliações realizadas permitirão que as organizações participantes contem com a ajuda de experts internacionais, além de trocarem experiências e  serem incluídas no relatório de resultados da OPAL, a ser publicado em dezembro na conferência Online Educa Berlin.
Mais informações aqui ou com Molly Malone: m.malone@unesco.org.

 

30/09/2011 at 19:59 Deixe um comentário

Está aberta a chamada pública para Festival Internacional CulturaDigital.BR

O Fórum da Cultura Digital, que já teve duas edições (uma em 2009 e outra no ano passado) mudou de nome: o agora Festival Internacional CulturaDigital.BR, com maiores proporções, acontecerá entre os dias 2 e 4 de dezembro, no MAM e no Cine Odeon, no Rio de Janeiro. O evento reunirá agentes da cultura digital em mesas, debates, oficinas e relatos de experiência sobre as relações entre política, tecnologia e cultura.

Interessados em enviar seus projetos para fazerem parte da programação devem fazê-lo até dia 30 de setembro. Os selecionados poderão contar com transporte e acomodação pagas pela organização. Mais informações sobre a chamada no site do evento. E sobre o próprio festival, aqui.

20/09/2011 at 17:40 Deixe um comentário

Wikipédia em língua portuguesa prepara versão para computadores sem conexão com a internet.

 

A Wikipédia é um dos 20 sites mais acessados no Brasil. Mas ainda há muita gente que não a utiliza, por um motivo ou outro. E muitos têm computadores, com ou sem acesso à internet. É pensando nisso que a comunidade brasileira da Wikipédia está preparando uma versão para ser distribuída em PCs no primeiro semestre de 2012. Esta versão ficará gravada no próprio computador, não necessitando de conexão à internet para ser lida, na íntegra.

Esta versão não trará todos os quase 700 mil artigos já produzidos em língua portuguesa. Será uma pequena amostra, com cerca de 5 mil deles, distribuídos entre os artigos de melhor qualidade, os mais populares, aqueles que não podem faltar em nenhuma enciclopédia e aqueles mais relacionados com o Brasil, além de uma seleção voltada para estudantes do ensino básico.

Para escolher que artigos deverão fazer parte desta seleção escolar, a comunidade da Wikimedia no Brasil gostaria de contar com a ajuda voluntária de professores de qualquer lugar do País, com experiência no ensino básico. O objetivo é garantir que a seleção represente bem as temáticas principais das escolas, incluindo verbetes sobre aqueles tópicos principais das propostas curriculares de cada disciplina, e as biografias sobre os nomes mais importantes. Serão escolhidos cerca de 150 verbetes para cada disciplina do núcleo comum.

Certamente não irá esgotar os assuntos, porque sendo uma enciclopédia, os artigos são formados por um compêndio das informações já publicadas sobre o tema, voltado para o público em geral. A linguagem é introdutória, não há exercícios de fixação ou divisões por faixas etárias. Mas é uma porta de entrada, que busca atiçar a curiosidade e oferecer informações gerais e ligações para livros ou sites da internet onde o visitante pode se aprofundar. Cada artigo, portanto, é uma introdução geral ao tema. Um bom ponto de partida, que visa complementar, mas sem jamais substituir os livros didáticos e a orientação do professor e sem qualquer pretensão de ser a única fonte de aprendizagem de cada tema.

Nas próximas semanas, serão construídas as listas dos artigos. Depois disso, os próprios editores da Wikipédia, que conhecem a formatação e características de um artigo enciclopédico contribuirão com a melhoria dos artigos que forem selecionados nesta etapa. Um convite especial será enviado para estudantes do ensino superior que queiram expandir e revisar os artigos listados.

Os artigos serão editados na própria Wikipédia, favorecendo a colaboração entre editores de todo o País, e o resultado desse esforço conjunto estará publicado pela licença Creative Commons Atribuição-Compartilhamento pela mesma licença (CC-BY-SA 3.0), que permite o seu uso na composição de obras derivadas, como apostilas ou livros didáticos, incluindo aí todas as imagens e gráficos, nos termos da licença, ou seja, desde que atribuída a fonte e mantida a mesma licença.

Caso você tenha experiência de docente do ensino básico e tenha interesse em colaborar voluntariamente na seleção de cerca de 150 artigos de sua disciplina, entre em contato pelo e-mail michelcastelobranco@gmail.com. As listas de cada disciplina ficarão disponíveis no endereço abaixo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Projetos/Wikip%C3%A9dia_Offline/Escolar

 

 

 

 


12/09/2011 at 19:13 Deixe um comentário

Curso sobre educação aberta e REA incentiva o remix

O pesquisador Tel Amiel, do Núcleo de Informática Aplicada à Educação da Unicamp, coordenou um curso sobre educação aberta e recursos educacionais abertos incentivando o remix de recursos educacionais de acordo com a realidade dos alunos e professores, seus equipamentos e preferências. Foram dois conjuntos de seminários, realizados entre fevereiro e maio, maio e julho, respectivamente, envolvendo participantes de atuações variadas: professores da rede pública, gestores educacionais com interesse em REA, acadêmicos e alunos de áreas da pedagogia, computação e licenciaturas. Alguns deles vieram de instituições estadunidenses, já que os seminários foram feitos em cooperação com o programa de intercâmbio do CAPES-FIPSE, realizado entre Unicamp e Universidade Federal do Ceará no Brasil e as universidades da Geórgia e Estadual de Utah, nos EUA. Os participantes brasileiros, portanto, também estiveram – alguns ainda estão – nas universidades dos EUA.

A escolha pelo foco no remix e no reuso (apesar de também ter ocorrido produção de recursos), especialmente partindo da perspectiva dos professores do ensino básico público, deu-se por conta da importância dessa etapa para que o compartilhamento seja efetivo e garanta o uso do que já existe na internet – somente uma pequena parte do que está disponível é em português. “Muitas vezes, por causa não apenas de licenças, mas também de sistemas, diferenças nos contextos no processo de ensino-aprendizagem, de idiomas, o professor acaba optando por criar seu recurso do zero. Torna-se a opção mais fácil”, afirma Tel Amiel. A ideia central dos seminários foi ajudar a problematizar a transformação de recursos já existentes, pensando em questões culturais, recursos físicos e condições de trabalho de professores e alunos. Como base, foram feitas leituras específicas, discussões e tarefas durante os encontros semanais de duas horas de duração.

Já estão no ar as ementas de dez artigos, além de reflexões dos alunos sobre REA. Até o final do ano, uma biblioteca digital conterá todos os resumos críticos (em português) dos artigos em inglês utilizados nos seminários. Uma lista de repositórios focados em recursos abertos estará disponível até o final de outuro. Paralelamente, alunos participantes do seminário criaram, por meio do remix, um Caderno de orientação sobre REA para professores do ensino básico que será publicado também em outubro e servirá de base para oficinas a serem realizadas com o corpo docente de escolas públicas.  Tudo em CC-BY.

O projeto de intercâmbio de alunos termina em 2012, quando acaba o financiamento do CAPES. Mas as atividades continuam, com novos seminários, e existe a intenção de que um curso aberto seja ofertado na Unicamp.

Para conhecer parte do programa de discussões e leituras, acesse http://educacaoaberta.org/rea/.

Para saber mais sobre um simpósio internacional sobre remix e cultura promovido na universidade de Utah como parte do programa, acesse http://educacaoaberta.org/rea/eventos/symposium. Os anais também serão publicados em outubro.

06/09/2011 at 9:11 Deixe um comentário

Creative Commons e Association of Educational Publishers lançam projeto para organizar REA

Um projeto que beneficia a troca e a busca dos REA foi lançado no primeiro semestre deste ano, em uma parceria entre Creative Commons e Association of Educational Publishers (AEP). O Learning Resource Metadata Initiative (LMRI) pretende, por meio da definição de um vocabulário comum criado para o gerenciamento dos recursos educacionais abertos disponíveis na web, facilitar o acesso, a descoberta e a troca de materiais, tanto para quem produz, quanto para quem utiliza.

A ideia é permitir a identificação desses recursos por meio de tags no schema.org, ferramenta lançada pelo Google, Yahoo e Bing também no primeiro semestre, que organiza conteúdo.

Mais informações aqui.

30/08/2011 at 15:04 Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Folder

Categorias

Copie, remixe, melhore!

Atualizações do Twitter

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.